LENDA DA BRINCADEIRA MACABRA

” Brincadeira Macabra “
 

:: Era dia 26 de dezembro, tínhamos em média entre 13 e 15 anos, estávamos em uma cidade litorânea do Rio de Janeiro, em uma noite chuvosa, aparentemente sem nada pra fazer, quando minha prima teve a idéia de fazermos a brincadeira do copo, subimos para o terraço, ele era enorme e tinha aqueles janelões de alumínio e como estava chovendo e um pouco frio, as janelas estavam fechadas e assim permaneceram durante todo o tempo; acendemos uma vela e invocamos o espírito; começamos a fazer várias perguntas e o espírito as respondia, foi quando nosso amigo Henrique teve a infeliz idéia de perguntar se algum de nós sentados à mesa iria morrer em breve, o espírito rapidamente respondeu que sim, ficamos apavorados, e ele ainda não satisfeito perguntou quem de nós iria morrer, nós imediatamente começamos a gritar e pedimos ao espírito que não respondesse, pois não queríamos saber, mas o copo já tinha se direcionado para a letra “H” e nós ainda mais apavorados começamos a gritar desesperadamente, Ele insistia e perguntava o dia, estava levando na brincadeira e o restante do grupo estava em pânico, neste momento o copo ficou descontrolado em cima da mesa e começou a ir de um lado para o outro sem parar, até o momento em que ele se descontrolou por completo e acabou caindo da mesa e se quebrando.Neste momento sentimos um vento muito forte soprar com toda a força no terraço como se o vento fosse de um lado ao outro, o vento era tão forte que os nossos cabelos voavam e tão frio que nos dava calafrios, sendo que todas as janelas estavam fechadas. De repente este vendo cessou e nós ficamos ali parados sem ação, incrédulos, ficamos mudos.Descemos e não tocamos mais no assunto, até o Henrique que achava tudo aquilo uma tremenda palhaçada ficou impressionada. Passaram dias, passou o Ano-novo e estávamos começando a esquecer aquele dia tão impressionante.Assim que passou o Ano-novo todos começaram a retornar as suas casas no Rio e assim foi, até que recebemos a notícia de um acidente de carro, o pai do Henrique sofreu um acidente horrível de carro e neste acidente o Henrique acabou falecendo, nossa ficamos pasmos e na mesma hora lembramos da brincadeira que não teve nada de brincadeira, e que dessa forma descobrimos da PIOR maneira que não se deve brincar com essas forças ocultas. Hoje tenho 30 anos, e quando isto ocorreu devia ter uns 14 e o meu saudoso amigo Henrique tinha 15.Por isso aconselho… Não brinquem e nem duvidem de coisas ao qual vocês desconheçam.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: